Subir a Página

X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Parabéns pela decisão!

Você está prestes a iniciar sua participação na nossa Lista de Conteúdos VIPS e passar a receber todo nosso conteúdo!

Não se preocupe, nosso site é  100% seguro e também odiamos SPAM!

FECHAR

Pronto NOME!

FECHAR

Jairo Teixeira - Matemática e Raciocínio Lógico para Concurso Público

Jairo Teixeira - Matemática e Raciocínio Lógico para Concurso Público

Você sabe a diferença entre "condição necessária" e "condição suficiente"?

Você sabia que pode transformar essa compreensão sobre condição necessária e suficiente numa regra sem exceção? Raciocina comigo!

Por Jairo Teixeira dia em Operadores Lógicos

Você sabe a diferença entre "condição necessária" e "condição suficiente"?
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, gente querida!

Existe uma forma de expressar o condicional, que, para muitos alunos, é um desafio. Neste artigo farei com que você não só compreenda esta linguagem, como também darei uma dica valiosa. Estou falando da “condição necessária” e dá “condição suficiente”. Raciocina comigo!

Vamos partir de uma estrutura condicional qualquer, por exemplo: Se é gato, então é animal.

Primeiramente, observe que todo gato é um animal, ou seja, que não existe gato que não seja um animal. Portanto, em sendo gato, já está garantido tratar-se de um animal. Logo, ser um gato é uma condição suficiente para ser um animal. Veja que, de fato, não falta nada a um gato para que ele seja um animal. O simples fato de ser gato já garante ser um animal.

Em segundo lugar, entenda que não dá para ser um gato sem ser um animal. Imagine um ser que fosse somente gato, mas não fosse um animal... Impossível! Isto porque ser um animal é uma condição necessária par ser um gato.

Mas talvez você ache essa coisa muita complicada, né? Certamente pensar tudo isso na hora da prova seria um grande risco. E eu concordo com você! Por isso, transformei esta explicação numa dica valiosa, que vai dar muito mais rapidez na hora de você resolver as questões em seu concurso. Veja a figura abaixo:

 Você sabe a diferença entre "condição necessária" e "condição suficiente"?

Agora entenda qual é a dica: A proposição que estiver “no lado” do SE será sempre a condição SUFICIENTE. E a proposição que estiver no lado do ENTÃO, será sempre a condição NECESSÁRIA.

Acompanhe um exemplo e veja como é extremamente fácil:

“Se vai fazer a prova, então está inscrito”

Na linguagem das condições, ficaria:

“Fazer a prova é condição suficiente para estar inscrito”. Ou ainda, “Estar inscrito é condição necessária para fazer a prova”. Fácil, não?

Resumindo: tudo que aparecer no “lado do SE” diga que é condição suficiente. E tudo que aparecer no “lado do ENTÃO” diga que é condição necessária.

ATENÇÃO: caso apareça a expressão “condição necessária e suficiente”, traduza como o bi condicional.

Exemplos:

“Ser maior é condição necessária e suficiente para votar” equivale a “Vota se, e somente se, é maior” ou “É maior se, e somente se, vota”. Note que tanto faz de que lado você coloque uma proposição ou a outra!

“É aprovado se, e somente se, estuda” equivale a “Estudar é condição necessária e suficiente para ser aprovado” ou “Ser aprovado é condição necessária e suficiente para estudar”.

“Saber nadar é condição necessária e suficiente para não morrer afogado” equivale a “Sabe nadar se, e somente se, não morre afogado” ou “Não morre afogado se, e somente se, sabe nadar”.

“P se, e somente se, Q” equivale a “P é condição necessária e suficiente para Q” ou “Q é condição necessária e suficiente para P”.  

 Um grande abraço e bons estudos!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Deixe seu comentário aqui:

Olá, deixe seu comentário para Você sabe a diferença entre "condição necessária" e "condição suficiente"?

Enviando Comentário Fechar :/